Vendas de Natal: confira 10 dicas para preparar seu varejo

Festas de fim de ano trazem muitas oportunidades de negócios. Veja como deixar sua equipe pronta para bater as metas


O Natal é uma das épocas mais esperadas pelos lojistas. A data sazonal é uma das que mais geram vendas no ano e a expectativa para 2021 é de que sejam movimentados R$ 34,3 bilhões só no comércio varejista, um aumento de 4,3% em relação ao ano passado, segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).


Mas a perspectiva de boas vendas pode ser frustrada caso os lojistas não se prepararem para esse momento. Equipes comerciais desatualizadas, sem um bom treinamento de vendas, falta de pessoal, falta de planejamento, entre outros problemas podem atrapalhar na hora de aproveitar a data.


Para ajudar na preparação dos varejistas para esse período que se aproxima, preparamos uma lista com 10 dicas sobre como se preparar para as vendas de Natal. Aproveite.


1 - Avalie se sua equipe dá conta da demanda

2 - Contrate vendedores temporários

3 - Faça um treinamento de vendas

4 - Decore sua loja com temas natalinos

5 - Avalie as tendências

6 - Garanta que terá o estoque necessário

7 - Evite ter estoque em excesso de produtos que podem encalhar

8 - Se você produz, não subestime um produto

9 - Se prepare para imprevistos

10 - Tenha forte presença digital


1 - Avalie se sua equipe dá conta da demanda


Você tem uma equipe de vendedores na sua loja que dá conta do recado no dia a dia, principalmente com a queda do movimento devido a pandemia e as compras online. Isso é ótimo, mas não significa que esses mesmos colaboradores serão suficientes para atuar em uma época como o Natal.


Faça uma avaliação do movimento esperado e veja se a equipe que você tem conseguirá suprir as necessidades com o aumento da circulação de pessoas. Lembre que depois de um Natal de isolamento, como em 2020, e o avanço da vacinação, muitas pessoas podem voltar a circular, sedentas por fazer compras para as celebrações de fim de ano.


2 - Contrate vendedores temporários


Se fez a avaliação do time e constatou que precisará de mais pessoas para dar conta, você pode apostar na contratação de funcionários temporários. Essa é uma tradição do final do ano que, além de ajudar muitas pessoas que estão desempregadas, é necessária para que os comércios consigam dar conta do aumento no movimento.


Você pode conferir o nosso conteúdo com dicas de como contratar vendedores e representantes comerciais para fazer essa seleção.


3 - Faça um treinamento de vendas


As vendas de Natal e fim de ano possuem suas próprias características, portanto é importante levar isso em consideração ao trabalhar a forma como a equipe atuará nesse período. Oferecer um treinamento e uma palestra de vendas com foco nessas datas pode ser uma boa alternativa para ter tudo bem preparado.


Uma empresa com muitos colaboradores pode organizar por conta própria um evento com um palestrante de vendas experiente, seja ele online ou presencial. Mas essas palestras também podem ser contratadas por entidades como Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) ou por shopping centers e englobar as equipes de lojas menores em um mesmo evento. O palestrante motivacional de vendas Diego Maia realiza tanto treinamentos in company, ou seja, dentro das empresas, quanto abertos para o público. Considerado um dos 10 melhores do Brasil, ele possui um conteúdo profundo e adaptável, que pode ser moldado para todos os tipos de situações, inclusive com foco nas vendas de Natal e fim de ano.


Ouça uma edição do podcast inspiracional e motivacional de Diego Maia, um dos 10 melhores sobre vendas, empreendedorismo e negócios:



4 - Decore sua loja com temas natalinos


É meio óbvio, mas é importante lembrar a importância de levar o clima da data para dentro da sua loja. Os clientes que saem de casa para fazer compras para as festas de fim de ano já esperam ver as decorações e certamente se sentirão mais imbuídos do sentimento. Claro, essa decoração precisa fazer sentido com a identidade da sua marca.


5 - Avalie as tendências


O que está em alta no seu segmento? O que o tipo de loja que você possui pode oferecer que é interessante para o Natal e o ano novo? Quais são as novidades e as tendências? Todas essas perguntas devem ser respondidas para se preparar para as vendas de Natal e ano novo. Há os produtos tradicionais, mas lembre-se que presentes, principalmente, dependem muito do que está em alta.


6 - Garanta que terá o estoque necessário


Essa é outra questão importante. Se a expectativa é de um alto volume de vendas, vá atrás dos fornecedores para ter um estoque suficiente para dar conta da demanda e não ficar sem produtos cedo demais.


E é sempre bom lembrar que muitas pessoas deixam as compras para a última hora, ou seja, é bom ter um planejamento para ter estoque na última semana antes do Natal e não perder vendas.


7 - Evite ter estoque em excesso de produtos que podem encalhar


Mas cuidado. Existem produtos muito específicos voltados para as datas de final de ano que, se comprados em excesso, podem encalhar. Avalie sempre as quantidades para ter um volume suficiente para atender a demanda, mas não exagerado para ficar com itens que não venderão depois. E, pior ainda, nem sequer poderão ser revendidos mais tarde. Um exemplo são camisetas com referência ao ano novo.


8 - Se você produz, não subestime um produto


Em 1996 a Disney, a Mattel e a Hasbro cometeram um grande erro que custou milhões de dólares para as companhias. Naquele ano a gigante do entretenimento lançou Toy Story, mas não acreditava que seu sucesso seria grande. As gigantes do mercado de brinquedos também não acreditaram e recusaram a proposta de serem responsáveis pela linha de bonecos da animação.


O problema é que o filme se tornou um dos maiores sucessos daquele ano e o boneco do Buzz Lightyear virou febre para o Natal. Só que a fabricação ficou a cargo de uma empresa muito menor, que não dava conta da demanda. O resultado foi uma perda de milhões de dólares.


Isso é uma lição para quem produz: não subestime o poder de um produto. Observe as tendências, faça pesquisas e se baseie em dados para não errar e perder um grande negócio.


9 - Se prepare para imprevistos


Imprevistos acontecem, mas ter um plano de ação para enfrentá-los pode ajudar a passar por eles sem grandes problemas. É como diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar. Problemas de logística, seja para receber produtos ou para entregá-los, no sistema da loja e até falta de papel de presente são algumas das coisas para as quais é importante ter um plano de ação caso ocorram.


10 - Tenha forte presença digital


A digitalização é um caminho sem volta. Mesmo com o afrouxamento das regras de distanciamento nesse Natal e ano novo, muitos clientes devem seguir com a preferência pelas compras online. Então é importante ter uma boa presença digital, com um trabalho forte nas redes sociais, tanto para a divulgação da loja quanto para a comercialização pelos canais virtuais.


Gostou das dicas?


Se você quiser saber mais sobre como treinar uma equipe de vendas, seja com foco em datas especiais ou para manter seu time qualificado, confira como contratar uma palestra de Diego Maia. Fundador e CEO do CDPV - Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas, Diego tem diversas opções de treinamentos para times comerciais. Se você quiser manter seus vendedores sempre atualizados, pode conferir também a Academia de Vendas, uma plataforma online que oferece formação continuada, com as mais modernas técnicas e MasterClasses com grandes nomes do mercado. Toda semana são disponibilizadas aulas novas.


Talvez você se interesse por estes conteúdos: