Diretor da GRF Distribuidora está otimista com o futuro do food service

João Henrique Diogo salientou que boa velocidade da vacinação já mostra melhoria na movimentação de clientes



“As minhas expectativas são totalmente otimistas.” Foi assim que o Diretor Comercial da GRF Distribuidora, João Henrique Diogo, respondeu sobre o que espera para o setor de food service quando a pandemia acabar. Diogo foi entrevistado pelo palestrante de vendas mais contratado do Brasil, Diego Maia, no podcast BóraVoar especial sobre o setor de alimentação fora do lar.


“No Rio de Janeiro a gente tem um avanço muito grande da vacinação acontecendo e naturalmente a gente já percebe os restaurantes reabrindo, voltando às suas atividades.” João Henrique Diogo

Para ele, a melhoria nos índices de vacinação, junto com a manutenção de cuidados nos estabelecimentos, já mudou o cenário do setor. No bate-papo Diogo também falou sobre as ações da GRF durante a pandemia para ajudar seus clientes a passarem pela crise, como adaptações no estilo de venda e flexibilização de pagamentos. Confira.


Diego Maia - Que análise você faz no negócio GRF Distribuição a partir da pandemia, que atingiu como um meteoro o setor de food service?


João Henrique Diogo - Exatamente isso Diego, a Covid-19 no nosso negócio foi um meteoro. Repentino, de grandes proporções e que nos forçou a repensar toda a maneira de como a gente conduz a nossa operação hoje. Basicamente a gente olhou muito pra dentro, tivemos muita cautela, buscamos inspiração em projetos que até então estavam sendo discutidos, ventilados e começamos a adiantar esses projetos e tentar ocupar toda a força do nosso negócio para buscar novos caminhos, o que é fundamental nesse momento. Nós buscarmos novos caminhos, buscarmos oportunidades e foi o que começamos a nos movimentar.


Diego Maia - E como foi lidar com a equipe?


João Henrique Diogo - Transmitimos internamente para toda a organização a importância, que a empresa conseguiria superar esse momento sem necessariamente fazermos demissões e assim foi feito. Buscamos entender que lacunas o mercado estava deixando ou gerando, porque o Covid, além de problema também deixou a oportunidade. E assim nós conseguimos nos reacomodar no mercado atacadista e de distribuição. Uma maneira diferente de ver o negócio, mas de fato acredito ter sido uma surpresa para todo mundo e uma dificuldade muito grande. Mas com planejamento e organização a gente conseguiu seguir em frente.


Diego Maia - O que vocês buscaram fazer para dar força aos clientes, que nesse segmento muitos clientes fecharam, não conseguiram reabrir, ficaram inadimplentes. O que vocês fizeram para apoiá-los?


João Henrique Diogo - De fato Diego, o food service foi o canal mais impactado durante todo esse processo da pandemia que a gente continua vivendo. A GRF Distribuição criou mecanismos e maneiras de viabilizar a subsistência desse canal e dos clientes que estiveram conosco ao longo dessa jornada até aqui. Então foi fundamental a gente trabalhar com pedidos mínimos, totalmente reduzidos ao mínimo possível de fato para a operação. Trabalhamos num nível de fracionamento dos nossos produtos como se tivéssemos funcionando como um supermercado, vendendo a menor quantidade possível para aquele SKU específico.


“Nós entendemos o que eles (clientes) estão vivendo e buscamos ser uma solução e não um problema.” João Henrique Diogo

Diego Maia - Que outros tipos de adaptações vocês fizeram?


João Henrique Diogo - Viabilizamos condições financeiras, pensando que esses clientes precisavam de um pouco mais de prazo para poder pagar e que eventualmente esses clientes mais parceiros, que estavam conosco ao longo dessa jornada até aqui, acabariam atrasando uma duplicata um dia ou outros, mas isso não era um impeditivo para que a gente atendesse um pedido emergencial desses clientes. Buscamos uma logística que fosse o mais eficiente possível, na assertividade, na pontualidade e na qualidade da entrega para que a gente pudesse de fato falar para esse grupo de clientes específico que os nossos caminhões eram de fato o depósito e o estoque desses clientes. Então, de uma maneira geral, nós entendemos o que eles estão vivendo e buscamos ser uma solução e não um problema. É assim que a GRF Distribuição hoje pensa o canal food service.

Diego Maia - E fazendo um exercício de olhar para frente, de olhar para o futuro. Como é que você enxerga o negócio de vocês e sobretudo o segmento de food service?

João Henrique Diogo - As minhas expectativas são totalmente otimistas. Com o avançar da vacinação e a sociedade como um todo já um pouco saturada dessas limitações e restrições sociais que nos foram impostas, esse novo normal como dizem por aí, as pessoas vão voltando a suas atividades. Passaremos a ter motivos para celebrar, para poder festejar, para poder viver momentos e experiências fora do lar. O consumo, o food service como um todo, a alimentação fora do lar é mais do que um processo de alimentação. Ela é uma experiência, ela é um momento de satisfação, de indulgência. Então as minhas expectativas são de fato as melhores do mundo.


Diego Maia - A retomada é questão de tempo então?


João Henrique Diogo - No Rio de Janeiro a gente tem um avanço muito grande da vacinação acontecendo e naturalmente a gente já percebe os restaurantes reabrindo, voltando às suas atividades. Óbvio, preservando e tomando todo o cuidado possível que precisamos tomar, criando protocolos de combate a Covid. Então de acordo que as coisas foram acontecendo a retomada é natural. E a gente já tem provas disso nos últimos meses, de que teremos de fato uma retomada a todo vapor. Esperamos e torcemos muito para que isso seja consistente e que a gente jamais volte a viver o que fizemos neste último ano e meio de pandemia.

Você pode conferir mais entrevistas exclusivas no Portal CDPV e ouvi-las no podcast BóraVoar no seu navegador ou na sua plataforma de streaming preferida, como o Spotify, por exemplo.


Sobre o Diego Maia


Diego Maia é o palestrante de vendas mais contratado do Brasil. Com 6 livros publicados, atua no mercado de palestras e treinamentos de vendas desde 2003. Apresenta o BóraVoar, programa que está no ar em diversas emissoras de rádio como Antena 1 (103,7 FM Rio de Janeiro) e Mais Brasil News (101,7 FM Brasília). O programa também é publicado diariamente em todos os aplicativos de podcasts.


Diego Maia é CEO do CDPV (Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas), escola de vendas pioneira no Brasil, especializada em treinamentos de vendas presenciais e online.