Marketplace de crédito reduz distância entre financeiras e clientes

Ricardo Kalichsztein, CEO da Bom Pra Crédito, fala sobre o futuro das fintechs no Brasil.



Simplificar a forma como os brasileiros buscam crédito é a missão da fintech Bom Pra Crédito, fundada em 2014.


Em entrevista exclusiva para o podcast BóraVoar, do palestrante de vendas mais contratado do Brasil, Diego Maia, o CEO e co-founder da financeira, Ricardo Kalichsztein, fala dos seus diferenciais e faz uma análise do setor.


Ricardo e seus sócios perceberam que existiam muitas dificuldades para ter acesso ao crédito no Brasil e não achavam justo que as pessoas precisassem passar por uma peregrinação para isso. Eles então saíram de seus empregos e começaram a empresa em uma salinha na Vila Olímpia, em São Paulo.


Dedicados a mostrar que conseguir crédito online poderia ser muito mais simples e legal, Ricardo e os sócios começaram a conquistar clientes para a Bom Pra Crédito. Confira mais sobre essa jornada na entrevista abaixo.


Diego Maia - Ricardo, CEO da Bom Pra Crédito, me fala mais sobre o negócio de vocês, que já tá aqui selecionado como uma startup altamente promissora.


Ricardo Kalichsztein - Oi Diego! Primeiro, super prazer em falar contigo. Obrigado aqui pelo convite. Vai ser um enorme prazer a gente bater um papo aqui sobre o ecossistema empreendedor.


Diego Maia - Me conta mais detalhes sobre o Bom Pra Crédito...


Ricardo Kalichsztein - Então, vou falar um pouquinho para você como é que funciona aqui o nosso modelo de negócio no Bom Pra Crédito. O Bom Pra Crédito foi o primeiro marketplace pra crédito do país. A gente nasceu em 2014 e ele é um marketplace que dá o poder de escolha de crédito dos tomadores. Então, os nossos clientes, eles aplicam em um único lugar, uma única solicitação de crédito e ele recebe diversas opções de crédito através dos nossos parceiros credores. Ele escolhe qual é o melhor para ele em termos de melhor taxa, melhor limite, melhor prazo. Ele que vai escolher se tem garantias, se não tem garantia, é o cliente que vai escolher a melhor opção para ele.


Além disso, a gente tem um serviço, que também democratiza ser credor, dentro do nosso marketplace. Tem um serviço de credit as a service. Então, a gente tem uma estrutura proprietária onde a gente avalia o risco de crédito de cada um dos clientes e em cima disso os credores sugerem as condições financeiras a serem aprovados dentro do apetite de risco de crédito que eles querem.


Diego Maia - E quais são as vantagens disso?


Ricardo Kalichsztein - Isso faz com que o nosso consumidor ganhe mais oferta de crédito para ele escolher. Então, além dos bancos tradicionais, das fintechs que dão crédito, que são nossos parceiros, todos eles são nossos parceiros, a gente também tem ofertas exclusivas de credores que utilizam os nossos serviços para transformar o seu funding, o seu dinheiro, em oferta de crédito para nosso tomador ter mais uma opções de escolha.


"Cada vez mais pretendemos ter produtos com diferentes ofertas para o nosso consumidor." Ricardo Kalichsztein

Diego Maia - O que diferencia vocês no mercado, Ricardo?


Ricardo Kalichsztein - Olha, tem muita coisa para fazer ainda como o Bom Pra Crédito. Então, continuar crescendo aqui, tanto em quantidade de ofertas para o nosso consumidor, a gente fala de empréstimos, financiamentos e entra a família de financiamentos, aqui a gente começa a entrar no ecossistema do nosso cliente. Estamos falando de financiamento de veículos, financiamentos de imóveis e eventualmente esse cliente ele precisa de uma emergência de novo, então nós estamos dentro do ecossistema da vida desse consumidor.


Cada vez mais pretendemos ter produtos com diferentes ofertas para o nosso consumidor. Pensou em crédito, ele tem aqui no Bom Pra Crédito.


Além disso, cada vez mais trazer retornos interessantes para quem quer investir em crédito, ou seja, tem bastante caminhos aqui no Bom Pra Crédito, e quem sabe não só no Brasil, fora do Brasil também.


Diego Maia - O que você acha do crescimento das startups?


Ricardo Kalichsztein - Eu acho que o cenário de startups no Brasil tem muito espaço ainda para crescer. Não só para crescer, também para inovar dentro do nosso mercado. Falando especificamente de startups do mundo financeiro, o mercado financeiro vem mudando bastante, o Banco Central vem fazendo diversas ações que apoiam o setor para a inovação. Como o Pix, como o Open Bank, que agora chama Open Finance, e tem muita novidade, muita inovação aqui dentro do nosso mercado. E certamente surgirão cada vez mais opções interessantes de fintechs no país, podendo ajudar os consumidores e também, claro, as próprias instituições financeiras.


"Eu acho que tem muito espaço ainda para crescer e acho que temos que acompanhar as inovações que o mercado traz para a gente." Ricardo Kalichsztein

Diego Maia - De que maneira isso pode acontecer?


Ricardo Kalichsztein - Aqui eu vejo um ponto super interessante, não só a competição. Hoje você tem muitas fintechs que competem com o banco tradicional, com a financeira tradicional. Eu acho que a gente vai ver também muitas fintechs que cooperam com o sistema financeiro como um todo, seja ele um player tradicional ou seja ele um player novo.


Ajudando ele especificamente em um determinado produto, em determinado processo, a distribuir seus produtos de uma forma bastante eficiente e eficaz. Eu acho que tem muito espaço ainda para crescer e acho que temos que acompanhar as inovações que o mercado traz para a gente. Então, tem muito espaço ainda pela frente.


***


Você pode conferir mais entrevistas exclusivas no Portal CDPV e ouvi-las no podcast BóraVoar no seu navegador ou na sua plataforma de streaming preferida, como o Spotify, por exemplo.


Sobre o Diego Maia


Diego Maia é o palestrante de vendas mais contratado do Brasil. Com 6 livros publicados, atua no mercado de palestras e treinamentos de vendas desde 2003. Apresenta o BóraVoar, programa que está no ar em diversas emissoras de rádio como Antena 1 (103,7 FM Rio de Janeiro) e Mais Brasil News (101,7 FM Brasília). O programa também é publicado diariamente em todos os aplicativos de podcasts.


Diego Maia é CEO do CDPV (Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas), escola de vendas pioneira no Brasil, especializada em treinamentos de vendas presenciais e online.