• Redação CDPV

Futuro do RH já chegou, aposta Patrícia Pacheco, da Capemisa

Gerente da área na seguradora diz que os desafios diários exigem mudanças no planejamento das empresas


O setor de seguros está acostumado a apoiar as pessoas em momentos difíceis. Mas desde março de 2020, com a chegada da pandemia de Covid-19 ao Brasil, as empresas tiveram que cuidar e dar apoio aos seus colaboradores, com todos os desafios e mudanças rápidas provocadas pelo novo cenário.


Na Capemisa Seguradora não foi diferente. A Gerente de RH da empresa, Patrícia Pacheco, falou com exclusividade para o podcast BóraVoar, do palestrante de vendas mais contratado do Brasil, Diego Maia, sobre todas as mudanças que têm ocorrido nesse período.


Cuidar das pessoas está no DNA da Capemisa e, para Patrícia, esse lado humanizado da seguradora foi fundamental. Na conversa com Diego Maia a Gerente de RH também faz previsões para o futuro dos Recursos Humanos. Confira.


“O futuro do RH já virou presente.” Patrícia Pacheco

Diego Maia - Patrícia, os tempos estão difíceis. Como é que tem sido pra Capemisa, como tem sido essa travessia dos seus colaboradores na Capemisa Seguradora?

Patrícia Pacheco - É Diego, tempos difíceis mesmo. Não só na Capemisa, para os nossos colaboradores, mas de modo geral para a grande maioria da população. Acho que a grande vantagem que a Capemisa tem no seu DNA é esse seu lado humanizado. Uma cultura que privilegia as pessoas. Afinal a gente é especialista em vida, então não poderia ser diferente pra dentro. E isso foi surpreendentemente potencializado nesse momento de pandemia, de Covid. Então na empresa realmente surpreendeu esse processo. No ano passado, logo no início da pandemia, a gente realizou pesquisa de clima, estava no nosso planejamento e a gente não mudou isso. E para nossa surpresa nós fomos premiados com a Great Place To Work, também entramos no ranking Rio de Janeiro.


Diego Maia - Parabéns. Vocês já haviam participado?


Patrícia Pacheco - Foi a primeira vez que a gente realizou a pesquisa e a gente já figurou aí em posições significativas. Motivo de bastante orgulho e isso se consolidou esse ano. Esse ano novamente a gente ganhou a certificação e estamos aguardando aí o resultado dos rankings.


“A Capemisa está fazendo uma grande transformação cultural adotando o teletrabalho como um novo modelo de trabalho.” Patrícia Pacheco

Diego Maia - Quais ações a Capemisa adotou relacionadas ao Covid?


Patrícia Pacheco - A empresa investiu fortemente na questão da saúde e do cuidado das pessoas, então adotamos o teletrabalho não só como uma questão de contingência para proteger as pessoas nesse período até que a pandemia se resolva, mas de forma predominante. Para além da vacinação, para além desse estado sanitário que a gente está vendo, a Capemisa está fazendo uma grande transformação cultural adotando o teletrabalho como um novo modelo de trabalho.


Diego Maia - É uma mudança profunda.


Patrícia Pacheco - Estamos investindo fortemente em todos os projetos, transformação digital, a gente acelerou tudo isso, modelo de gestão orientado para resultados, com metas e indicadores objetivos. As pessoas sabem o que elas têm que fazer, de forma transparente, o que elas têm que entregar, qual o resultado e desempenho esperado delas. Então isso cria um engajamento muito grande, mantém o negócio vivo, as pessoas comprometidas, sem a gente deixar de cuidar. O olhar todo cauteloso, voltado para a saúde mental para além da saúde física. A gente tem uma equipe de gestão da saúde composta por médica, composta por psicóloga e esse foi um ponto de atenção que a gente investiu bastante nesse período.


Diego Maia - Patrícia, se você pudesse fazer um exercício de futurologia, tentar imaginar o futuro, sobretudo o futuro da área que você milita tão bem que recursos humanos. Como você enxerga esse amanhã?


Patrícia Pacheco - O futuro do RH já virou presente. A gente está sendo tão desafiado no dia a dia que não dá pra gente fazer um planejamento de longo prazo mais. O nosso presidente costuma falar que as empresas que se organizarem melhor durante esse período de pandemia, no momento em que o mercado tiver altamente aquecido vai sair na frente. Então o RH estratégico está totalmente alinhado a isso. Como é que a gente potencializa esse crescimento através das pessoas, através da capacidade delas de inovarem, de criarem, essa resiliência de superar os momentos difíceis. Então o futuro do RH é esse movimento, olhar pra dentro, olhar para as pessoas de maneira coletiva e individual, singular devido às suas necessidades e olhar pra fora de madeira cada vez mais global. Como já era uma tendência, mas agora não dá para ser diferente.


Diego Maia - São muitas mudanças rápidas, não é?


Patrícia Pacheco - O mundo do trabalho está mudando muito, a forma de trabalho, os contratos, legislação, vai ser impulsionada a rever e o RH está à frente disso tudo. Buscando sempre esse equilíbrio, aquilo que é bom para as pessoas, para os colaboradores de uma maneira saudável, que promovam o crescimento e o desenvolvimento deles. E ao mesmo tempo aliado às estratégias de sustentabilidade do negócio. De preservar e potencializar o negócio.

Você pode conferir mais entrevistas exclusivas no Portal CDPV e ouvi-las no podcast BóraVoar no seu navegador ou na sua plataforma de streaming preferida, como o Spotify, por exemplo.


Sobre o Diego Maia


Diego Maia é o palestrante de vendas mais contratado do Brasil. Com 6 livros publicados, atua no mercado de palestras e treinamentos de vendas desde 2003. Apresenta o BóraVoar, programa que está no ar em diversas emissoras de rádio como Antena 1 (103,7 FM Rio de Janeiro) e Mais Brasil News (101,7 FM Brasília). O programa também é publicado diariamente em todos os aplicativos de podcasts.


Diego Maia é CEO do CDPV (Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas), escola de vendas pioneira no Brasil, especializada em treinamentos de vendas presenciais e online.